Plano De quatro Semanas Ativa Hormônios Do Emagrecimento

Um Dos Mais Completos


confira este site

Perder quatro quilos numa semana, encurtar 2 números no manequim em um mês, expor adeus às gordurinhas extras antes daquela festa especial. Diversas são as possibilidades das dietas de perda de gordura que aparecem a toda a hora pelas mãos de colegas de trabalho, amigos ou familiares, mas quase nenhuma delas explica os prós e (principalmente) os contras das restrições alimentares que sugerem.


Dieta boa é aquela que não provoca a privação completa de um ou mais grupos alimentares - proteínas, gorduras ou carboidratos, a título de exemplo -, promove a reeducação alimentar e garante a redução de peso sem perda de saúde. Se for individualizada, mesmo seguindo um paradigma famoso (como os listados abaixo), melhor.



O médico nutrólogo Cláudio Barbosa, filiado da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), explica: “A moderação, a proporcionalidade e a adequação são os conceitos básicos que precisam estar presentes em cada dieta. É por meio deles que a pessoa e seu momento são respeitados”. Trocando em miúdos, o maravilhoso é minimizar a quantidade de comida mantendo o equilíbrio entre os tipos de alimentos que vão ao prato e dando a devida seriedade aos limites do corpo. As generalizações são perigosas. Nem ao menos todo mundo suporta a quantidade de feijão ou de repolho indicada numa receita pré-moldada”, exemplifica o nutrólogo. Os especialistas indicam as 10 melhores dietas para as pessoas que quer emagrecer sem abrir mão de ser saudável.


São opções equilibradas, que proporcionam alegria e bem estar”, diz Juliana. Inspirada nos hábitos alimentares da região do Mar Mediterrâneo, na Europa. Privilegia alimentos frescos, saladas cruas, massas integrais, azeite, vinho e suco de uva. Dispensa os industrializados. É a melhor das dietas por motivar a reeducação alimentar, trazer privilégios cardiovasculares e conservar um elevado consumo de vitaminas, fibras e gorduras boas.



Os desequilíbrios nutricionais são detectados e os hábitos alimentares, analisados. A partir daí, as substâncias do corpo são equilibradas pela reeducação alimentar e de suplementos (vitaminas e aminoácidos, entre outros) indicados pelo médico, levando à perda de peso. É a dieta que mais respeita a individualidade de quem quer perder calorias. Exclui as carnes vermelha e branca das refeições, mas mantém o consumo de proteínas através de ovos, leite e queijos. Alimentos integrais (arroz, massas e pão), cereais, leguminosas, verduras, frutas e derivados da soja (leite e carne) compõem a maior quantidade dos pratos. É muito equilibrada e promove uma reeducação alimentar intensa.


Seguindo uma tabela que associa calorias a pontos, a pessoa deve somar, ao longo do dia, a pontuação de tudo que come - e não ultrapassar o limite determinado para o teu caso. Não exclui nenhum grupo alimentar e é com facilidade encaixável em rotinas agitadas (não é trabalhoso seguir a dieta em restaurantes por quilo, como por exemplo). Praticamente cada pessoa podes fazê-la. As refeições são compostas por alimentos naturais e integrais acompanhados por água e sucos naturais. Acesse mais conteúdo sobre este tema escrito confira este site .Industrializados e com alto potencial alergênico, como laticínios, açúcar refinado, refrigerantes, adoçantes, corantes, conservantes, café e álcool, ficam de fora. A dieta elimina as toxinas do corpo humano e promove o emagrecimento. Leia mais: O que é dieta detox? Diminui a ingestão de calorias pra 800 por dia.


Poderá-se consumir de tudo - carboidratos, gorduras, o que a pessoa quiser -, desde que esse limite não seja ultrapassado. Não necessita ser seguida por muito tempo: ela é legal para perder uma quantidade considerável de quilos de forma acelerada e motivar a reeducação alimentar logo depois. As referências de carboidratos são frutas, verduras, legumes e raízes (mandioca, inhame, cará). Farinha de trigo, centeio, cevada, malte e aveia, ricos em glúten , estão vetados.


A dieta acerta o ritmo do metabolismo e diminui a retenção de líquidos, promovendo uma perda de peso quase imediata. De quebra, traz benefícios cardiovasculares. Leia mais: Dieta sem glúten podes fazer mal à saúde? Os carboidratos com nanico índice glicêmico, que liberam insuficiente açúcar no sangue, são o ponto central dessa dieta. Entram aveia, soja, farinha de trigo integral, legumes, frutas e verduras; saem açúcar refinado, arroz, refrigerantes, farinha branca e batata.


Promove a reeducação alimentar, porém a redução de gordura é lenta. Construída na década de 1930 pelo médico norte-americano William Hay, defensor de que a perda de gordura é fruto da combinação adequada dos alimentos. Uma refeição com proteínas e frutas ácidas não poderá ter amidos e açúcares (eles ficam pra próxima, quatro horas depois), e saladas preenchem a maioria dos pratos. Também, farinha branca, açúcar refinado, margarina, corantes e adoçantes são evitados.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *